24 de Jul de 2017


Comércio varejista mostrou razoável desempenho em maio

Próximos meses tendem a ser mais favoráveis


Comércio varejista mostrou maior fôlego em abril

Baixa de juros e inflação impulsionam vendas.


Serviços recuaram em março

Projeção de queda é de 1,3% no fechamento de 2017.


Comércio varejista ainda patina

Em março, as vendas no varejo caíram 1,9%.


Serviços continuam melhorando

Baixa de inflação e juros começam a reanimar o setor.


Varejo diminuiu 0,2% em fevereiro

Nova queda da massa real de salários em 2017 inibirá a retomada das vendas.


Serviços encerra o ano com queda acentuada

O resultado foi o pior da série histórica iniciada em 2012.


Setor de serviços andou de lado

Em novembro não cresceu.


Serviços diminui 2,4% em outubro

Foi o pior resultado mensal desde que se iniciou o levantamento.


Prossegue a série de péssimos resultados: setor de serviços recuou 1,6% em agosto

Pode-se afirmar que a recuperação no nível de atividade está ainda longe.