16 de Dec de 2017


Indústria brasileira: previsão de crescimento de 4% em 2018

Devido ao declínio dos juros reais e à expansão da massa salarial.

Por: Fabio Silveira e Luciana Portilho
07/12/2017 às 15h47

Em outubro, a produção industrial aumentou 0,2%, que foi o segundo resultado positivo seguido na série com ajuste sazonal. Comparado ao mesmo mês de 2016, o crescimento foi expressivo  (+ 5,3%), correspondendo à sexta taxa favorável consecutiva de 2017. No acumulado do ano, o setor apresentou expansão de 1,9%; e, nos últimos 12 meses, registrou avanço de 1,5%.

Os destaques positivos do referido incremento de produção de 0,2% foram os segmentos de bens de capital (+ 1,1%) e bens de consumo (+ 1,0%). Por outro lado, o segmento de bens intermediários recuou 0,8%. A aceleração do crescimento de bens de capital deveu-se, em boa medida, ao forte dinamismo de equipamentos de transporte, em especial de caminhões.

Nos últimos doze meses, pode-se observar que a produção de bens de consumo duráveis aumentou 11,4%, na série sem ajuste sazonal, em resposta, sobretudo, ao aumento real dos salários e à recuperação, ainda que parcial, do crédito ao consumidor.

Nessas condições, em 2017, estima-se que a produção industrial deverá crescer 2,3%, deixando para trás três anos consecutivos de significativa retração.

Para 2018, espera-se que o setor tenha expansão de 4%, em face do cenário de redução dos juros reais, ampliação da massa real de rendimento e intensificação das exportações.



MAIS NOTÍCIAS

Indústria sai do vermelho no acumulado em 12 meses

A produção industrial subiu 0,2% em setembro

Indústria ganha mais sustentação em julho

A produção industrial subiu 0,8%.

Indústria fica estável em junho

Produção aumentou 0,9% no segundo trimestre.

Produção de veículos mostra recuperação

Contribuição da exportação foi decisiva.