12 de Dec de 2018


Preços das mercadorias devem aumentar 2,8% em setembro

Arroz e tomate têm grande elevação

Por: Fabio Silveira
20/09/2018 às 13h16

Em setembro, estima-se que o Índice MacroSector de Mercadorias tenda a subir 2,8%, dado o cenário de alta de 1,22% do Índice de Preços Agrícolas (devido ao encarecimento de arroz, tomate, laranja, carne de frango, açúcar, feijão, carne bovina, ovos e carne suína); e de elevação de 2,11% do Índice de Preços de Combustíveis.

Tal resultado reforça a expectativa de que, em outubro, os índices de preços agrícolas – de atacado (IGPs) e varejo (IPCs) – fiquem sob maior pressão altista.

No quarto trimestre, espera-se que os preços dos alimentos cresçam, por causa da entressafra de grãos e da expectativa de que a cotação do dólar se mantenha elevada, em torno dos R$ 4,00. Nesse sentido, prevê-se que o IPCA – Alimentos e Bebidas subirá 4,5% no fechamento de 2018, contrastando com a deflação de 1,9% havida em 2017.

 

 

 

Mestre em economia pela Universidade de Grenoble (França) e pós-graduado pelo Instituto de Altos Estudos Internacionais e de Desenvolvimento de Genebra (Suíça). Economista formado pela USP. Foi superintendente de estudos setoriais e de investimentos do UNIBANCO, além de economista da Copersucar e do Senai. Atuou nas principais consultorias do país. Hoje é sócio-diretor da MacroSector Consultores.

MAIS NOTÍCIAS

Óleo diesel e gasolina – preços atuais prejudicam a rentabilidade da Petrobras

E evitam (artificialmente) que a inflação aumente!

Preços das mercadorias tendem a subir 0,70% em agosto

Em resposta à majoração dos preços agrícolas

Preços das mercadorias subiram 1,9% em abril

Impulsionados pelos produtos agrícolas