14 de Nov de 2018


Serviços se recuperam em ritmo lento

Setor depende da melhoria da renda, do emprego e do crédito.

Por: Claudia Rolli
04/09/2018 às 14h43

 

Por Claudia Rolli em Portal Varejo Em Dia


Após três anos de queda, o setor de serviços deve voltar a crescer neste ano. Mas o avanço será tímido.

Esse setor depende da melhoria da renda, do emprego e do crédito – indicadores que demoram para se recuperar dos efeitos da grave recessão que atingiu o país.

Para Fabio Silveira, sócio-diretor da MacroSector Consultores, o crescimento deve ser de 0,7% neste ano sobre o anterior.

No ano passado, o setor de serviços caiu 2,8% sobre 2016. E, no acumulado desde 2015, o tombo chegou a 11,4%.

“Neste ano, o avanço será tímido ainda perante os três anos de ‘surra’ que o setor levou”, diz Silveira. Leia mais.

Jornalista especializada em economia, negócios e varejo.

MAIS NOTÍCIAS

O que vem por aí em relação aos impostos

As políticas fiscais dos principais candidatos à presidência

Tensão pré-eleitoral e dólar caro travam os negócios

Tanto indústria quanto varejo estão sendo afetados

Como ficaria a economia com Alckmin na presidência

Cenário para o candidato do PSDB é melhor em relação a Jair Bolsonaro (PSL)

Montblanc fecha loja de 23 anos na Rua Oscar Freire

Não foi surpresa para a Montblanc o encolhimento do mercado de canetas.