16 de Dec de 2017


Volume das exportações brasileiras perde fôlego

Em novembro, volume das exportações caiu 3,9% em comparação com 2015.

Por: Fabio Silveira
10/01/2017 às 14h28

Em novembro do ano passado, o volume das exportações brasileiras caiu 3,9% em comparação com o mesmo mês de 2015, se observarmos da evolução da série com média móvel de três meses, reforçando a trajetória declinante desta variável no segundo semestre de 2016. Trata-se de uma péssima notícia para uma economia que já enfrenta, no plano doméstico, um inédito e assustador credit crunch.

Não há dúvida de que a política de valorização cambial empreendida pelo Banco Central no ano passado é a principal responsável por esse menor dinamismo das vendas externas. Espera-se que as autoridades monetárias estejam atentas à esse movimento, procurando corrigi-lo o mais rápido possível. Neste momento, é fundamental evitar maior comprometimento da competitividade de alguns poucos setores exportadores que ainda logram sucesso no disputadíssimo mercado internacional, sob pena de agravar a dramaticidade econômica e social que hoje enfrenta o País.

Mestre em economia pela Universidade de Grenoble (França) e pós-graduado pelo Instituto de Altos Estudos Internacionais e de Desenvolvimento de Genebra (Suíça). Economista formado pela USP. Foi superintendente de estudos setoriais e de investimentos do UNIBANCO, além de economista da Copersucar e do Senai. Atuou nas principais consultorias do país. Hoje é sócio-diretor da MacroSector Consultores.

MAIS NOTÍCIAS

Desemprego nos EUA é o menor em 10 anos

Juros americanos devem subir na próxima reunião do FOMC.

A vitória de Pirro de Macron

Legislativas vão dar o tom do governo.

Os desafios dos PEZTs: Putin, Erdogan, Zuma e Temer

Brasil está relativamente menos exposto ao risco internacional.

Céu de Brigadeiro para as contas externas

Superávit comercial foi recorde em março.